Bing Azure Search Box

Muitos aplicativos usam a pesquisa como a primeira forma de interação para com seus usuários. Quando se trata, então, de pesquisa em uma caixa de texto, as expectativas do usuário são elevadas. Os usuários estão acostumados com sistemas de busca na Web, sites sofisticados de e-commerce e aplicativos sociais, procurar por sugestões enquanto você digita, destacando e tudo mais, tudo com tempos de resposta quase instantânea. E aí aqui que o serviço de pesquisa Azure Search veio atender.

Pesquisa e busca são palavras que devem ser lidadas com alguma cautela no âmbito de T.I. Uma coisa é você fazer consulta em suas tabelas, filtrando por algumas clausulas. Outra é aplicar a técnica e conceito de Pesquisa (Search) no seu banco.

O normal, mas longe de ser correto, é tentar criar pesquisas com clausulas SQL usando o anti-“boas práticas” LIKE ‘%%’. Um comando custoso, que realiza um filtro (não uma busca) em seus registros usando um tipo de comparação nada performática e engessada.

O serviço Azure Search

Azure Search é um serviço baseado em nuvem para se criar aplicações de pesquisa e busca para suas soluções corporativas e móveis.

“Uma aplicação usando Azure Search pode rodar no ambiente Microsoft Azure, on-premises, ou mesmo em outra plataforma em nuvem”  – por David Chappell

Desenvolvido com foco nas necessidades de desenvolvedores, este serviço não pode ser consumido diretamente por um usuário final. Ele possui apenas interface via serviço REST, podendo-se responder chamadas http GET e POST.

Azure Search Flow

Eis alguns cenários que o serviço Azure Search atende:

  • E-commerce: fazendo buscas por produtos, filtrando por características, retornando por relevância, popularidade ou outros índices.
  • Websites, blogs, fóruns: fazendo pesquisas por assuntos já publicados, documentos anexados, imagens e outras mídias.
  • Aplicações corporativas: pesquisas sistemas de LOB (line-of-bussiness) que cubram todas informações persistidas na aplicação, retornando links de rápido acesso à área desejada.

Como usar o serviço

A melhor forma de exemplificar uma maneira de consumir o serviço do Azure Search é com a famosa e amigável caixa de pesquisa. 🙂

Falando assim, é fácil pensar em apenas um textbox com um botão “Procurar” ao lado, mas com Azure Search é possível criar, literalmente, uma Ferramenta de Busca, rica, rápida e relevante. Não apenas aguardando o termo a ser buscado, mas também com recursos de sugestões, auto completar, deeplinks, entre outros.

Bing Azure Search

Existem, claro, várias outras formas de explorar a ferramenta. Isso cabe de se encaixar a cada necessidade de busca dentro da sua aplicação, e então criar a melhor solução possível.

Capacidades

Esse é um pequeno resumo das capacidades do Azure Search. Você pode encontrar muito mais informações em sua documentação.

  • Simple HTTP/JSON API. Torna-o acessível de qualquer plataforma.
  • Busca por palavra-chave, frase e prefixo. Usuários podem expressar o que estão procurando, sem a necessidade de aprender a criar clausulas. Apenas alguma palavras já resolverão, e eles poderão usar “+”, “-“, aspas e asterisco (para prefixo) se quiserem.
  • Clique no destaque. Ajuda quando pesquisando por muitos textos, como em fóruns ou em documentos que possuem muitas descrições.
  • Lapidação. Calcula acessos por categorias como visto em vários sites de ecommerce.
  • Sugestões. Área para implementar auto-completar, ajudando usuários a enocntrar sua busca antes de darem enter.
  • Consultas ricas e estruturadas. Combina busca com filtros estruturados, ordenação, paginação e projeção e opções de apresentação.
  • Suporte integrado à Geo-espaço nos filtros, ordenação e pontuação.
  • Perfis de pontuação oferecem uma maneira simples de modelar relevâncias baseadas em aspectos como mais recentes, distancia ou magnitude numérica como popularidade, avaliação, etc.
  • Escalabilidade elástica. Você pode user APIs ou o Portal Azure para escalar o serviço verticalmente (apara atender mais ou menos documentos) e horizontalmente (para atender mais ou menos consultas por segundo). E isto pode ser feito sem o menor impacto na disponibilidade.

 

Conclusão

Com Azure Search é possível criar um verdadeiro serviço de busca dentro de sua aplicação, seja ela hospeda na nuvem Azure, na sua empresa ou mesmo em outra infraestrutura de nuvem que não seja Microsoft Azure. Criar buscas ricas, com sugestões, e resultados ordenados por relevância, popularidade ou avaliação.

Os planos de consumo do serviço vão desde plano gratuito até outros com mais recursos de escalabilidade. Experimente!

Referências

[mc4wp_form id="3070"]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

App Services

[Resolvido] “Error establishing a database connection” MySQL In App (Preview)

Ainda um serviço em preview, o recurso Azure App Service MySQL in-app foi muito bem recebido. Essa opção de hospedagem permite que seja criado, junto à aplicação web, também a hospedagem de um banco de dados Read more…

App Services

Publicando WordPress no Azure com App Service on Linux

Recentemente disponibilizado como Public Preview, o provedor de nuvem Microsoft Azure agora possui uma plataforma para hospedagem de aplicações web  em ambiente Linux. O novo serviço, anunciado recentemente, vem já trazendo suporte ao Node.js e, claro, Read more…

Azure Search

MVA – Visão Geral do Azure Search

Foi publicado hoje minha segunda colaboração com a academia MVA – Microsoft Virtual Academy: Visão Geral do Azure Search. Um material bem bacana sobre buscas com Azure Search explicando os primeiros passos sobre como: Criar serviço Definir Read more…